Amor a distância.

em 21 de maio de 2018

Foto: D.N.

Nessa nossa imensa saudade, te esperar tem sido a meu único bálsamo.

Saber que aquela porta vai abrir e você vai passar por ela, com aquele sorriso de cantinho...

O meu não, ele é aberto incontido, assim como meu abraço. Já não sei se diferente seria melhor, nós não sabemos...
Aprendemos a viver na inconstância da despedida e do retorno.
Você vem, eu vou...
Uma vida definida pela espera. Um aperto imenso na despedida, que só passa no retorno. O que dá paz é o olhar de cumplicidade, o entendimento sem palavras e tantas coisas ditas no silêncio ao telefone, a percepção de que algo não tá bem, pelo modo de escrever... As vezes não sabemos, onde, como, com quem...

 A única certeza é que lá dentro tem uma convicção, que em algum lugar alguém nos espera.

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!