Baratinhos X Carinhos Sem glúten - Vale a pena?


 X

Oie Amoras!

Estamos aí na luta e na correria da vida. Tudo bem com vocês?
Tudo. Tudo... Tudooooooo!!!!

Então hoje vamos falar da nossa nova aventura com o glúten! Pois é gente, eu me descobri intolerante, mas assim, absurdamente intolerante ao glúten. Quem me acompanha no Instagram levou um susto, "booooo", kkkkk. Eu postei uma foto, após comer um pedacinho de lasanha, no dia anterior, por que eu vi a oportunidade de  mostrar como eu fico e não tive dúvidas, fui lá e postei. Mas, como vocês sabem a maior parte dos produtos #glutenfree são bem caros, então hj nós vamos procurar opções de produtos mais em conta e confiáveis e também falar dos carinhos que não são aquela maravilha toda!!! Porque? Por que lidamos com a verdade. Bora?

Glúten Free Box

Vou começar falando deles, pois eu achei que seria a minha salvação! Que seria a mão amiga que eu procurava, aí fiz a assinatura no site deles, encomendei o "Super box" (tive um desconto na primeira compra) e achei que teria produtinhos garantidos por um tempo gente, aproveitei e encomendei junto um kit da GoodSoy, que amo, pois tenho sempre na bolsa e quando chegou a caixa, era do tamanho de uma caixa de bota, sabe? Bota cano alto? Isso aí mesmo. Mas sente o drama da imagem divulgação.


Mas a realidade é outra!!! Sente o drama de só alguns produtos... (minha mão é pequena gente...)


Sete fatias de pão pequenininhas, ruim gente, oh pão ruim!


03 torradas, mas é gostosa!



O da casarão que vem no box (200gr) R$ 8,60 
O Urbano que eu compro no supermercado (500gr) R$ 3,29


Gente essa granola é de chorar... É gostosa, não abri a do box mas já conheço. Mas é minuscula, vem um pouquinho, porção única e mínima.


Resumindo essa ópera, muitos produtos são gostosos, mas é versão "amostra grátis", não pode receber o nome de "super box". Nada contra a empresa, até porque o valor para produtos sem glúten é isso mesmo, mas vamos vender as coisas com mais verdade. Os valores na nota muitas vezes dobram como no caso do Brownie da Belive. Valeu de experiencia, mas não serve pra mim, tirando os produtos GoodSoy que realmente são ótimos e em nada enganaram e saíram até a um ótimo valor os demais... Sinto muito, eu não aprovo. Mais verdade.

Produtos Baratinhos Sem Glúten que encontramos no supermercado.

Agora eu vou falar de produtos simples, a mão, que encontramos ali no mercadinho, sabe?

Eu ando tirando foto de tudo para postar para vocês...


Macarrão, essa marca custa apenas R$ 3,29.


O sequiho da panco não contém glúten e custa apenas R$ 7,14


O pão de batata doce da PandaFit, custa apenas R$ 7,40 é uma delicia e você encontra nas lojas "Mil Folhas e Mundo Verde"


O chocolate em pó da Hikari custa apenas R$ 4,89 e veio como uma alternativa mais em conta, pois até então nós só tínhamos a alternativa da alfarroba, do cacau ou até mesmo do chocolate do "Padre" que custa o dobro do preço.

Maisena não tem glúten, mas você precisa ficar atento, pois dos amidos de milho disponíveis no supermercado "comum" ela é o único que NÃO CONTÉM GLÚTEN.


Se você gosta de biscoito cracker como eu, na minha opinião o melhor é o da Schar, mas ele é caro, eu já achei de 17,90 - 19,00 e até R$ 29.00 no Mundo Verde. O lugar mais em conta é o supermercado Zaffari, mas infelizmente ele não tem em todo Brasil. Mas vale pesquisar.



Outra opção é você usar castanhas e comprar materiais a granel, eu compro muito na Mil Folhas, tanto para consumo em lanche da tarde como para preparo dos meus pães e biscoitos (tenho compartilhado com vocês).
Alguns ingredientes que as pessoas tem duvidas de onde comprar em pequenas quantidades como goma xantana, fécula de batata e de mandioca em casa de produtos naturais aí na sua cidade você encontra com certeza.

Tem muitos outros itens que é simples de você usar, molho de tomates da Etti, especialmente os "tomates pelados", shoyo, molho inglês, maionese, pão sírio você encontra com muita facilidade. Já outras coisas não dá nem para tentar como presunto, carnes processadas e tal, pois as empresas muitas vezes usam o trigo no processo e não podemos confiar.

Como podemos ver, não é um bicho de 07 cabeças a dieta sem glúten, ainda encontro muita dificuldade em comer fora de casa, mas essa é minha pesquisa no momento. Mas há sim opções tanto para quem prefere fazer como eu seu alimento (tanto pelo valor e sabor), como para quem não tem disponibilidade e prefere e pode comprar. Boa dieta.

Super beijo.


* Os valores acima são dos locais onde efetuei a maioria das minhas compras: Assaí, Sonda, Extra, Zaffari, Mil Folhas e Mundo Verde.



LEIA MAIS

Modo Automático


Um cansaço da vida que pensamos até onde vale a pena... Tanta luta, tanta entrega. É uma batalha constante, sem fim. É como se a estivéssemos constantemente em uma guerra, onde a gente não vai sair nunca mais, se ferindo todo dia, a todo instante uma granada, um tiro, um novo ferimento...
Abatidos por um cansaço absurdo... Já não há mais forças nem para abrir os olhos, nem se arrastar, tão pouco para dar mais um passo...

Existem momentos na vida, onde todas as nossas forças se esvaem. Por que existem situações que não dependem de nós mudarmos. Lidar com pessoas que não querem mudar, não assumem seus erros, mesmo tropeçando, caindo e se ralando inteiro. Mas, não dá para fechar a porta e simplesmente sair, assim como a gente faz com um namorado, um amigo, até um marido, você simplesmente escolhe, você.

Existem laços que vão te consumindo lentamente, minando a sua paciência, consumindo a sua paz, secando suas folhas e matando as suas raízes... Pouco a pouco, dia após dia.
Simplesmente não é possível fechar a porta e sair, pegar a mochila e viajar.
Existe um preço a se pagar por cada escolha na vida, alguns são valores altos de entrega, outros de renuncia e outros de anulação.

Quando você percebe, não se respira mais. Não se dorme... Não se come... Não se vive. A saúde não é mais nem de longe saúde de verdade. A vida passou a viver no “automatic mode”. O sorriso se foi, a vaidade também, a vontade, o apetite, os sonhos, as metas, os vínculos, as amizades e por fim a vontade de viver.

Já disse algum poeta em uma canção que “é preciso saber viver”... Muito mais que por satisfação. Por um compromisso maior, por um bem chamado “vida” que nos foi concedido e cabe a nós fazer dela algo digno.

Só que quando a gente pega o caminho errado, quando a gente pega um atalho que nos leva para becos sem saída, a gente não tem mais para onde caminhar, não há volta, nem molas no fundo do poço, só a escuridão no cantinho da ostra...

E, lutando a gente saí da ostra, uma, duas, vinte vezes. Até que um dia a gente se rende ao cansaço, se entrega e desiste.

#refletindosetembroamarelo
LEIA MAIS