Resenha 50 tons mais escuros "O filme" - Tem Spoiler sim!

em 27 de fevereiro de 2017


18
Aí né...
Você lê os livros e se apaixona por Christian... E vem o filme e desconstrói seu crush!

Fui assistir 50 Tons Mais Escuros já meio de pé atrás porque vi algumas sátiras e vi só sátiras e não resenhas porque eu sei que as sátiras carregam na tinta, então não me influenciam. Eu gosto de ter minha própria opinião... 

Mas amoras... Fui ver um romance certo? Certo! Mas eu vi um filme com cenas de sexo, fortes demais para a classificação de 16 anos e um Christian Grey desconstruído. 

Nunca neguei que o Jamie Dornan nunca me convenceu no papel do Grey, mas eu aceitei, mas quem era aquele Grey brincalhão? Cheio de sorrisinhos e piadinhas? Então... 

Já a Dakota Johnson estava espetacular como Anastasia, o que foi ruim foram as frases dela, como por exemplo “...eu vou jantar com você, mas só porque estou com fome”... ¬¬

Eu ri, para não chorar...

E sim, eu sou fã dos livros. A cena do Charlie Tango, ah gente! Não durou 01 minuto, falou na TV que eles tinham sido encontrados e ele entrou pela porta, um pouco de suspense ia cair tão bem... 

Muitos dizem que o filme é para fãs do livro e eu como uma pessoa apaixonada pelo Christian dos livros, não acho não. Tem muita coisa boa que ficou para trás, cenas mal trabalhadas e que acabam com a nosso encantamento do livro.

As cenas de Elena foram medíocres para dizer o mínimo, a forma como Grey mudou com ela em pouco tempo e a reação da mãe dele repentina, coitada da Kim Basinger.


Mas Déia não teve nada bom? 

Teve.

A cena do pedido de casamento é linda. 

A cena da psicopata da Leila (Bella Heathcote) é chocante, eu fiquei muito tocada pela forma como Christian a domina, me deu uma coisa esquisita de ver aquela cena. 

A cara da Anastasia vendo aquilo, foi muito visceral e traduziu exatamente a minha reação e a continuidade foi perfeita, porque Grey se ajoelha para ela igualzinho mostrando que com ela, ele não seria o dominador, foi forte e foi surpreendente, a sala toda reagiu.



Ela demarcando ele com batom, Jamie foi divino, parecia que ele sentia dor. (Para uma “transa” depois ele colocar a mão dela onde não podia). ¬¬


A trilha sonora é divina!!! Yes!!!

Mas de verdade a maior parte do tempo as pessoas dão risada. Rir é bom, mas não esperávamos isso, não é mesmo produção?

Ahhh, a cena que ele vira ela pelo, não sei como chama o separador de pernas lá... Mas oh, legal!

O que me surpreendeu é que durante os créditos do filme, enquanto eu preguiçosamente esperava a sala lotada da ultima sessão esvaziar, passaram cenas do que parece ser um terceiro filme.  Mas eu estou mesmo desanimada.

Minha opinião é que se 50 tons de cinza não foi bom, 50 tons mais escuros, conseguiu ser pior, para quem queria ver sexo, ok, tem. Tem até bumbum do Jamie Dornan, mas nem de longe é o que o livro foi. Até a fotografia em minha opinião é ruim, muito escura. Hahahaha ok, é mais escuro tá bom. Na real é um pornô light para mulheres, não gostei.

“Spoileei”(neologismo feio) demais né. Mas eu avisei...

Não dá para contar sem fazer isso, ou então eu colocaria aqui à sinopse.
Mas... Se você for como eu, você vai assistir para poder ter sua opinião, não é mesmo?
Afinal mulher é um bichinho curioso e complicado graças a Deus!

Até a próxima amoras e nota #3 pra não ser má. Bjokas

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!