Diagnostico Correto - Postagem Coletiva #52semanasdegratidão

em 4 de fevereiro de 2017


Eu queria falar de outra coisa hoje, mas eu tenho um dever moral de falar dessa gratidão que quase explode meu coração nessas ultimas semanas.

Poucas pessoas sabem da aflição que corroía minha alma nesses últimos 04 anos, muita gente sabia que eu estava doente, pois eu estava afastada do meu trabalho na maior parte do tempo, além do abatimento nítido e a palidez. Sem contar o desânimo e ter me afastado de tudo e todos.

Pois bem, tudo começou com as dores de cabeça, as quais eu trato, pois esse é outro assunto... Depois vieram os tremores na mão direita, eram tremores involuntários e incontroláveis, que me impediam de frequentar manicures, centros de estéticas, qualquer coisa que me expusesse. Foi aí que procurei o neurologista, fiz alguns exames clínicos e ele disse que ia acompanhar... Só que não parou aí, veio às dormências... Na academia, às vezes o braço, as pernas, a boca... Procurei um cardiologista, fiz todos os exames e todos normais.

Era um mistério para mim, eu nunca tinha sentido aquilo tudo e tudo era atribuído a “tensão”, “estresse”. Enquanto isso eu permanecia em oração, tudo que eu sempre tive foi fé, gloria a Deus por isso. Até que... Um dia em casa, sozinha, conversando com uma amiga pelo messenger, e comecei a adormecer a nuca, boca, cabeça... até a altura do umbigo, chamei o táxi pelo aplicativo e fui para o hospital, fiquei monitorada. Uma semana depois eu perdi a visão do olho esquerdo por 20 horas, saí do hospital com uma carta para o neurologista. Para mim estava claro que o assunto dali em diante seria bem sério e foi.

Ouvir da boca do médico a palavra ESCLEROSE, foi o golpe mais duro em anos, ou o pior da minha vida. Ele me explicou que começaríamos investigando. Foram mais de 04 anos de investigação. Como eu tenho fibromialgia (que também foi colocada em duvida) pela investigação da ELA (esclerose lateral amiotrófica), minha vida virou de cabeça para baixo. Não foram raras as vezes que eu me via cercada pelos médicos. Paralelo eu tinha o apoio psicológico e psiquiátrico, sim psiquiátrico, a gente aprende a não ter preconceitos... Deixei de lado toda minha vida, amigos (não tinha paciência para assuntos), toda minha vida estava em jogo, meus sonhos, meu sonho de ser mãe... Da faculdade, minha sede de conhecimento, meus shows, minhas aulas de violão, de canto eu também abandonei a espera do diagnostico e para ser sincera eu estava me preparando para o pior, eu comecei a não gastar como antes, eu queria estar preparada e que minha família não sofresse se o algo fosse inevitável. Foram noites e noites que eu não dormia olhando para minha mãe e imaginando como seria quando eu não pudesse mais cuidar dela. A gente tem uma tendência dramática e a fé fica pequena demais para acreditar no melhor.

Recebi oferta de uma pesquisa no Emílio Ribas, para quem sabe fechar o diagnostico, já que nenhum médico fechava, parece que os médicos têm medo de dar um diagnostico definitivo... Esse impasse me fazia ter pânico a cada vez que eu ia ao médico.

Por fim depois de 03 anos e muitos exames, um médico, uma benção apareceu na minha vida, refez os exames e disse “Andreia, esclerose não é, nós vamos acompanhar a sua cefaleia, mas esclerose, nem lateral, nem múltipla, não é, os exames não mostram isso e não vamos fazer você ficar mais tempo sofrendo por algo que não se comprova.” Mas como tem muito de Jó no meu DNA, eu fui a mais 03 médicos. Mesma opinião.

Por fim, acho que chegou o momento de retomar nas mãos as rédeas da minha vida. De traçar metas e seguir em frente. Muitas coisas já se perderam em 04 anos. Para alguns planos eu passei da validade, mas o que eu tiver chance de ir atrás eu vou...

Como eu disse os tratamentos continuarão, pela cefaleia, afinal esses sintomas todos são dela, até porque ela não é coisa pouca, mas perto de uma doença degenerativa, acho que posso lidar melhor e ser muito grata a Deus, aos amigos que oraram por mim e me deram força, Elaine que sabia dessa batalha e sempre foi uma pessoa tão atenciosa e carinhosa. Grata pela minha mãe, sempre tão compreensiva e que tantas vezes vendo minha fraqueza, se fazia forte para que eu conseguisse continuar. Gisele, Milena que comigo cuidam do Blog e fazem tudo permanecer em ordem, mesmo quando tudo aqui dentro estava uma bagunça. Gratidão infinita ao universo, que por algum motivo me fez passar por tudo isso e desacelerar e, eu acredito que isso tudo seja um plano maior de Deus.
Grata enfim pela negativa desse diagnostico e por eu aceita-lo enfim, porque cabeça mais dura que a minha é difícil de encontrar.
Grata por poder abrir meu coração e dividir isso com todos vocês.

#52semanasdegratidão


24 comentários

  1. Déia,

    Não tem como recuperar os 4 anos que você lutou pra ter esse diagnóstico, mas você pode planejar seu novo recomeço.
    Imagino o seu sofrimento nesse tempo. Não foi fácil, pelo seu relato.
    Você agora está no caminho certo para o tratamento. Em breve, você poderá nos contar o resultado bom disso tudo.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Lucinha, com fé em Deus vamos ainda agradecer muitas novas conquistas, bjokas

      Excluir
  2. Recomeçar sabendo que aquele diagnóstico está afastado é ótimo. Seguir tratando, vivendo e eu desejo tuuuuuuuuuuuuuudo de bom! bjs,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica sua lindinha, muito obrigada pelo carinho, bjão

      Excluir
  3. Déia, que coisa maravilhosa!
    Você sabe, pelo pouco que já te falei, o quanto um diagnóstico de EM é devastador. E eu sei o quanto a dúvida é a espera pelo diagnóstico pode ser também agoniante. Por isso sempre digo que fomos abençoados pelo diagnóstico tão rápido do marido.
    Fico muito feliz em ver você com desejo de retomar os sonhos e planos!
    É isso aí, garota!
    Eu, que vejo diariamente o que a EM faz com uma pessoa, só posso agradecer contigo por você não ser portadora dela...
    Graças a Deus...
    Né?
    beijosssss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elaine, vc sabe como isso estava acabando comigo, eu só pensava no pior, mas Deus é bom. Eu sei ou imagino a sua luta, eu acompanho de longe e senti um pouquinho o gostinho do desespero e tentava manter a fé, mas foi tão difícil. Obrigada pelo seu carinho nesses dias difíceis e por toda ajuda que me deu, sou muito grata a você. Amigos que nos ajudam sem julgar é muito difícil e vc foi assim, conte sempre comigo, bjokas

      Excluir
  4. Ai que bom! Se Deus quiser, tratando a cefaleia os sintomas desaparecerão de vez.
    Bjk e tudo de bom!

    ResponderExcluir
  5. Que peregrinação!
    Espero que vc descubra o que tem realmente.
    Que bom que vc tem força e fé.
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Neli, sem Deus não sei o que seria de mim. Obrigada, bjokas

      Excluir
  6. Déia:
    Ainda bem um diagnóstico. Porque quando os próprios médicos não sabem nos dá muita insegurança. Segura na mão de Deus e segue.
    Um abraço
    Sônia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Sônia, da uma agonia os médicos não dizerem nada com certeza. Pode deixar amora, estou segurando firme na mão d"ELE". Bjokas.

      Excluir
  7. Que notícia feliz!!!
    Parabéns!!!
    Uma boa semana!!!
    Abraços
    Carolina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não é Carol? Estou feliz de verdade! Bjokas

      Excluir
  8. A força de uma pessoa é acreditar que tem um caminho e que por isso mesmo não se pode entregar ainda que a dor e a espera seja demais. Te vejo como um lindo exemplo de busca e fé. Que bom que você compartilhou esta experiência que agora te faz mais forte diante da vida. Retome todos os seus elos, refaça seus caminhos e busque. Nisto consiste a beleza do ser humano, reconstruir sua vida depois de um momento de caos. Nunca é tarde para uma sonhadora como você! Siga em frente...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada. Vai dar um trabalhão, mas eu não tenho medo, rsrs... Obrigada pela força Deodato. Bjos

      Excluir
  9. Olá Déia! Muitas vezes quando achamos que estamos sendo fracos ou sem esperança, na verdade é apenas o nosso lado humano, fraco e limitado. Mas com suas palavras, você se mostrou guerreira e forte. Sofro com cefaleia desde a infância, fui hospitalizada várias vezes e todas elas entrego tudo a Deus. E sempre peço 'Paizinho' cuida de mim! Tenho certeza que Ele também cuida de você com muito amor, conte com minhas orações, bjs. Paz e Bem! Nice

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nice, deixa eu te contar, eu já fui ao hospital, mas eu nunca deixo me internar por causa da minha mãe que tem 73 anos e eu cuido dela, mesmo sabendo que estou prejudicando meu tratamento. Mas eu tb sofro com essa dor da cefaleia desde a adolescência, só que de 4 anos pra cá a coisa piorou muito, mas nós vamos vencer essa dor infeliz que acaba com a qualidade de vida de tanta gente! Desejo melhoras e cura pra vc, bjokas

      Excluir
  10. Déia, que bênção descobrir que não é esclerose. Agora é continuar o tratamento correto e com fé em Deus, você irá superar a doença e seguir sua vida de maneira plena.
    bjs e fique com Deus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amem Simone. Muito obrigada pelo Carinho, bjokas

      Excluir
  11. Deia somos todas gratas por saber desta maravilhosa notícia e sabe-la retomando as redeas de sua alegria . Que seus dias sejam de felicidade e muita realização. Deus lhe guie e continue lhe amparando. Uma abraço grande.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oh Maria, muito obrigada, Deus te abençoe muito por esse carinho. Amem, amem. Bjokas

      Excluir
  12. Deia, Sua luta nesses quatro anos tem um proposito, tenha certeza. Talvez você não veja isso agora mas Deus não permite que algo ruim aconteça se não for por algo melhor e maior! Continue tendo fé! O pior, creio eu, já passou!
    Beijo
    www.acasadaritablog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  13. Olá, querida Deia!
    Colocando as visitas em dia...
    Sabe, dDus tem um propósito nisso tudo e tive um diagnóstico há 20 anos que não me maltrata mais... achei uma boa doutora que me põe em equilíbrio, apesar de...
    Que vc seja feliz e abençoada!
    Bjm muito fraternal

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!