Receita: Pesto Vermelho

em 8 de novembro de 2016

Olá a todos!

Olha eu aqui mais uma vez com uma receitinha pra vocês. E não é qualquer recita não, é A receita. Ontem a noite eu fiz esse molho, Pesto Vermelho, que ficou tão bom, mas tão bom que eu tive que vir aqui compartilhar. Mas primeiro o que é "Pesto Vermelho', Gisele?
Bem, creio que todos conhecemos o molho Pesto tradicional, feito com manjericão, que por si só já é maravilhoso. Então, o pesto vermelho nada mais é que a adição de tomate seco - e pimenta ou pimentão assado em alguns casos - à receita original do pesto verde.
Eu nunca tinha ouvido falar desse tipo de pesto, mas vendo uns videos de receitas no YouTube (é o que eu mais faço na vida, ver receitas. Haha.), eu descobri essa belezura e resolvi fazer em casa. Quase morro de tão delicioso que tava. Vamos a receita?! 

Ingredientes:
1 xicara de tomate seco
1 xicara de manjericão fresco
1/4 ou 20g de noses ou castanhas ou amendoim
1/3 de xicara de parmesão (ralado na hora)
1/3 de xicara de azeite extra virgem
3 dentes de alho
1 pitada de sal à gosto
1 pitada de pimenta preta (moida na hora) à gosto
1 pitada de pimenta vermelha em flocos (opcional)
1/2 pimentão assado (opcional)

Modo de preparo:
Em um processador (pode ser liquidificado ou mixer também), misture todos os ingredientes - menos o parmesão e os temperos, sal e pimenta - com metade do azeite. Pare o processador limpe as laterais e veja se precisa adicionar mais azeite ou não. Se precisar, adicione o resto, bata mais um pouco e ao final adicione o parmesão e misture à mão mesmo. Prove e adiocione o sal e a pimenta à gosto. 

Super fácil né?! Agora algumas dicas:

- Não encontrei tomate seco no supermercado, então peguei 3 tomantes, cortei-os em fatias grandes, os coloquei em uma assadeira e temperei com bastante sal, pimenta preta - moida na hora - e azeite e deixei no forno por 40 min em fogo alto (230 - 250ºC). O forno tem que estar pré-aquecido nessa mesma temperatura. Que tomate maravilhoso! Inclusive vc pode usá-lo para fazer sopa, canapés e etc. Fica delicioso e deu um toque todo especial no meu molho. Deve ficar ótimo com tomate seco também, mas o sabor deve ficar mais forte.

- Não usei todo o azeite que pede na receita. Todo molho pesto é bem carregado no azeite, mas aqui eu já adicionei o óleo que soltou do tomate (se você usar o tomate seco é bom usar um pouco do óleo dele também, o sabor é especial!), então se jogasse logo tudo que a receita pede de azeite iria ficar demais. Por isso, o utilize com cuidado.

- O mesmo cuidado vale com os tempeiros. O tomate assado e o tomate seco já são bem salgados e apimentadinhos, assim como o parmesão. Então só depois que tudo estiver misturado é que você deve checar o sabor e ver se precisar adicionar mais ou não.

- Não usei pimentão aqui, mas se você for usar, é só fazer a mesma técnica que usei com os tomates ao forno que vai ficar uma maravilha.

E é isso! Ontem, tratei logo de cozinhar um macarrão para comer com o pesto e foi só vitórias e alegrias. O pesto está estocado e já tenho planos para saladas, canapés e outras receitas. O pode onde você vai guardá-lo deve ser esterelizado e a tampa deve ficar bem firme. Ele dura cerca de 1 mês, bem conservado e até 2 meses se congelado.


Um comentário

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!