Royally Screwed (Royally #1) - Emma Chase

em 22 de outubro de 2016

Eu adoro Emma Chase, ela me conquistou há muito tempo atrás com o sarcástico Drew Evans em Tangled (Enroscado aqui no Br) e de lá pra cá meu amor só vai aumentando. A última série dela Legal Briefs - que eu acho que ainda não foi lançada aqui - foi maravilhosa, Sustained foi um dos melhores livros que li ano passado, então quando ela anunciou que estaria lançando uma nova série tendo a realeza como protagonista você deve pensar que eu fiquei super feliz. Mas é aí que você se engana, meu querido leitor, eu não fiquei não. 

Devo admitir que não gosto muito de livros com príncipes e princesas (eu sei, sou super chata), então antes de comprar o livro, esperei sair as resenhas para ter certeza se iria gostar ou não. As resenhas foram ótimas, então decidi ler, e gostei demais! Teve algumas coisinhas que me irritaram, mas num geral, Royally Screwed é um excelente começo para essa nova série.

Nicholas Arthur Frederick Edward Pembrook, príncipe de Wessco é o nosso mocinho. Sim, ele é lindo, charmoso e como todo aristocrata, um pouco arrogante, mas isso não me incomodou muito não, porque ele é bem honesto - não com a mídia, afinal, eles veem o príncipe como um objeto, uma fantasia - mas com as pessoas mais próximas, posso dizer que ele até que é bem "pé no chão", se é que podemos falar isso de um príncipe super rico. Eu adorei que a autora fez que a vida do Nicholas parecesse bem realista, mostrando todo o glamour, mas também toda a parte chata de ser rico e famoso. Nicholas não tem muita privacidade, não pode ir a lugar algum se não for cercado de seguranças. Ele tem poucos amigos, pois não pode confiar em qualquer pessoa e também não é muito livre para decidir seu futuro, pois tem que pensar e agir como o herdeiro do trono. Nicholas tem um irmão mais novo, Henry, e seus pais morreram quando ele era criança, então sua familia é o seu irmão e a sua avó, Sua Majestade Rainha Lenora. Enquanto vivos, os pais dos meninos os tratavam da forma mais normal que pudiam, mas quando eles faleceram a avó os criou e por mais os ame incondicionalmente, ela ainda é a rainha e pode ser bem fria e distante. E agora ela deu um ultimato, Nicholas tem 5 meses para escolher uma esposa para si, afinal, ela já esperou 27 anos pra ele escolher sozinho, e como o país está vivendo uma fase conturbada, nada melhor que um casamento real para acalmar o ânimos. E ela também aproveitou para mandar buscar o irmão em New York - Harry está em fase festeira e desregrada da vida - e como sempre, lá vai Nicholas cumprir o seu papel de príncipe e irmão, não muito feliz, mas ainda sim, ele vai.

Em NYC, depois de beber bastante para afogar as mágoas, Nicholas e o amigo Simon (adorei ele e sua esposa Franny), entram em uma cafeteria e lá encontram Olivia Hammond. Olivia é a dona da cafeteria - que também oferece tortas maravilhosas feitas por ela mesma com receitas deixadas por sua mãe - e ela não faz ideia que Nicholas e seu amigo são da realeza e os trata normalmente. Nosso príncipe fica encantando, claro, e quando ele - super bêbado - faz uma proposta indecente para nossa mocinha e ela o rejeita dando uma bela tortada em sua cara real, ele fica caidinho! HAHA.

A vida de de Olivia não poderia ser mais diferente. Desde a morte da mãe, ela assumiu as rédeas da família, pois seu pai se entregou a bebida e ela tem uma irmã mais nova pra cuidar e uma cafeteria pra tocar, pois as contas precisam ser pagas, não é mesmo?! Mas as coisas estão bem difíceis e as dívidas só aumentam e ela está a ponto de perder a sua casa. Se envolver com um príncipe é o que ela menos precisa no momento. Adorei que mesmo tendo esse monte de problemas, Olivia é uma pessoa feliz e com atitude positiva. Ela também é super segura de si e sabe correr atrás dos seus objetivos, mesmo que o caminho seja difícil.

No dia seguinte ao desastroso primeiro encontro, Nicholas volta a cafeteria para se desculpar e daí o relacionamento deles começa. Eles só tem 5 meses para ficar juntos e pretendem aproveitar o máximo. O romance deles é cheio de momentos doces, sexys e engraçados. Todos os personagens secundários são ótimos e ajudam a trama ficar mais completa. Olivia sente na pele como a vida de Nicholas é complicada e cheia de problemas e desconfianças e são essas dúvidas que no final poderão separá-los. O caminho para o final feliz não é fácil, Olivia é uma plebleia e segundo as leis de Wessco, o futuro rei só pode casar com uma nobre ou nativa do país. E a avó de Nicholas apesar de ver como eles se amam, não pode fazer muita coisa e é contra a união. Mas não se preocupe, temos sim um final feliz!!

A única coisa que eu não gostei e que me impede de dar 5 estrelas, é justamente a Rainha Lenora. Depois que tudo se resolve, eu senti falta de uma conversa entre Nicholas e ela, fica subtendido que ela aceitou, mas o que ele fez pra poder ficar com Olivia foi bem radical e ela NÃO ficou feliz, queria ela conversando com o neto, não como rainha, mas como avó. Sim, há vários momentos de ternura entre eles, mas faltou um pouco mais disso no final. Mas enfim, isso é uma coisa pequena, que talvez você não vá nem sentir falta. O livro é super legal e agora eu estou doida para ver o que Henry vai aprontar!

Nota: 4 (sólidas) estrelas

Royally Screwed por Emma Chase
Série: Royally #1
Romance Contemporâneo
Lançamento: 18 de outubro de 2016
Skoob | Goodreads
Amazon | Kobo







0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!