Numero de suicídio no mundo por minuto é assustador! "Saúde"

em 5 de outubro de 2016



Hoje é nosso dia de falar de saúde, então segura essa!

Estava lendo algumas notícias na internet e dei de cara com essa:

“A Organização Mundial da Saúde (OMS) realizou o primeiro relatório global sobre a prevenção da causa de morte, apontando que uma pessoa morre a cada 40 segundos por suicídio no mundo. Entre jovens de 15 a 29 anos, o suicídio é a segunda maior causa de morte global.”

Claro que fiquei assustada, fiquei pensando que esses são números de suicídios (se é que se pode usar esse termo) bem sucedidos. E, os que não dão certos? E que deixam sequelas, não só na pessoa que praticou, mas em suas famílias?

Eu me lembrei de meu avô. O Vô era a pessoa mais bem humorada que eu conheci, contava muitas piadas (muitas sujas), o que deixava a Vó muito brava, rsrs.. Mas, às vezes o Vô falava sério e ele dizia muitas coisas às quais até hoje eu lembro. Minhas férias eram ricas de conhecimento, sim, popular inclusive. E o Vô como bom nordestino, falava várias coisas que o Padre Cícero do Juazeiro falava, uma delas era, que chegaria um dia, que as pessoas iriam querer morrer e não iriam conseguir... Chegou!!!

Que mundo que a gente esta vivendo gente?

Querem ver que números mais assustadores temos aqui no Brasil? E, no mundo!

Segundo OMS, suicídio mata mais que homicídios e guerras combinados. Ou seja, homicídios e guerras, juntos!

Quer outro?

É nos lugares mais felizes que acontecem mais suicídios!

Pois é, nos países onde as pessoas têm melhor condições de vida, educação e saúde, os ditos, "países de primeiro mundo", são onde ocorre o maior número de suicídios. Assim, como em famílias com maior poder econômico.

Agora outra coisa me chamou muito a atenção: Suicídio de índios no Brasil chega a ser seis vezes maior do que taxa nacional.

Isso quer dizer que os índios, especialmente os da região do Amazonas, praticam suicídio, 06 vezes mais que os demais brasileiros, sendo a principal causa, uma erva (não vou citar o nome), que causa sufocamento ou enforcamento.

Não está distante de nós! Onde trabalhava, nos últimos 02 anos, duas pessoas se suicidaram no ambiente de trabalho. E nos perguntamos, por que? Aí começam especulações, mas não existe uma resposta definitiva.

A coisa tomou proporções tão sérias que o Google, o maior site de pesquisa no mundo, criou nos Estados Unidos, um critério interessante, quando alguém pesquisa, suicídio, ou tentativa de suicídio, aparece um telefone vermelho com um número de ajuda, que é prevenção a suicídios, uma pena que seja ainda só nos Estados Unidos, esperamos que chegue ao mundo todo.

Que a vida anda um caos, sabemos! Que muitos de nós temos uma vida medíocre, cheia de problemas, correria, sem tempo para família, lazer, sem saúde e segurança. Os problemas se acumulam, as famílias não são mais uma base segura (muitas vezes nem se falam) e, que as pessoas já não se importam umas com as outras, também sabemos, mas, o que esta acontecendo com as pessoas que ao invés de tentar lutar por uma vida melhor, por uma qualidade melhor de sobrevivência, estão desistindo de viver?

São dados muito sérios e que não se comenta. Não se divulga como deveria. Não se orienta as pessoas, por que? Porque isso mostra a falta de atenção dos governantes com a saúde mental das pessoas? Porque não querem alertar que estamos vivendo uma fase de extremo cansaço existencial e felicidade de mentira em redes sociais, quando na verdade a vida das pessoas no mundo esta estilhaçada?

Eu me peguei pensando outro dia, que sentido tem a minha vida, teve um terapeuta que sempre me disse, que a vida não tem sentido, mas, eu tenho amores que por elas não posso abrir mão da vida. A principal dela, minha mãe. E, segundo tenho uma orientação religiosa que me faz acreditar, que o suicídio não é certo.

Podem dizer o que quiserem, mas, a orientação religiosa é sim um fator essencial na vida de uma pessoa, seja qual for. E isso advém da família em geral.

Tudo que se é plantado, vai brotar, pode não nascer uma cerejeira linda e florida, mas vai brotar, nem que seja um Ipê com poucas ou nenhuma flor, e quando o vento do desespero bater forte, os galhos ecoarão o som daquilo que a família plantou, regou com carinho.

Esses dias eu vi uma reportagem do Danilo Gentili falando que ele aprendeu mesmo nos momentos mais difíceis a pensar: “em tudo daí graças...” Isso foi plantado e brotou. E o faz ter perseverança.

É muito difícil dizer o que será a solução para tanta depressão e desistência, mas, certamente o amor é o caminho mais certo e seguro, para qualquer coisa.

Tenho minhas teorias, que essas redes sociais onde as pessoas se forçam a ser feliz, sejam um agravante, pois a pessoa depressiva olha e pensa “só a minha vida é esse lixo”?

Talvez se as pessoas deixassem de fazer o jogo do contente, se fossem mais compreensivas e verdadeiras, se não fosse mico amar a família e dizer “te amo” de verdade, não ter que obedecer regras e conceitos, requisitos de uma sociedade que dita uma beleza impossível pra muitos e aceitar suas limitações pudéssemos viver melhor e menos competitivamente.

Desculpem esse desabafo, mas eu não poderia deixar de comentar esses dados assustadores. Já que ninguém fala e tendo um veículo a mão eu sinto responsabilidade em falar. E por Deus não é fácil!

Eu desejo que nos amemos mais. Que nos respeitemos mais e que sejamos de verdade. Que todos possamos ligar a tecla “fd-s” para essa ditadura maldita de felicidade e beleza e viver feliz como somos. E que possamos aprender que a opinião dos outros não fará nossa vida melhor, é inevitavelmente o contrário. Então como diz a musica: “Vamos viver tudo que se há pra viver...”

Pesquisa: OMS, isaude.net, folha.uol, cvv.org.br, saúde.ig

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!