Folha em branco ou best-seller

em 1 de setembro de 2016



Eu hoje estava pensando como é bom lidar com gente boa, bem humorada, alto astral!!! E eu não “tô” falando daquelas pessoas que gritam e dançam no meio da rua para chamar atenção (só perdoável aos adolescentes). Estou falando de gente que acorda e vai para a vida e mesmo que ela não esteja “aquela” maravilha, com disposição para fazer dela o melhor possível.

Pessoas que sorriem e dão bom dia, mas não aquele bom dia com cara de #&, é BOM DIA, que diz assim: “que seu dia seja o mais fodástico dos últimos anos”.

Fala você se não é bom demais você ir comprar algo e o vendedor te receber com um sorriso, ser atencioso, sem ser chato. Precisar de um serviço e acontecer de acordo com o que você previa e ainda receber um sorriso.

É do caramba você ver uma pessoa feliz por comprar um livro, um batom, um brinco. E as vezes a gente vê uma pessoa com cara de “nojinho” num carro importado.

Esses dias eu estava na fila do supermercado e uma senhorinha muito linda me disse: “Eu fiquei tão feliz que hoje eu vim dar uma voltinha aqui, fazia mais de três meses que eu não saía de casa porque eu estava adoentada...” E me contou tudinho e eu ouvi com muito carinho porque aquela interação fazia parte do dia feliz dela e que honra ser parte do dia feliz de alguém.

Eu fico observando pessoas que tem tudo e não sabem ser gratos, estão sempre praguejando, sempre resmungando, murmurando... Gente isso é atraso de vida! Gente negativa, gente de energia ruim. O pior é que gente assim não escuta, não vê, porque não observa o outro, é perder tempo, não é¿ “Perder tempo com gente burra, mortais idiotas que vivem feliz, feliz porque¿ Não tem nada na vida.”

Eu trabalhei um tempo com uma pessoa que dizia: “Eu odeio pobre, vive feliz com miséria, não tem nada e vive rindo quando deveria estar chorando...”
Tem também aquele que é tão chato que fala mal do país: “Brasil né!” Por qualquer motivo, seja Olimpíadas, seja manifestação,  ganhou, perdeu, a Dilma saiu, não achou Pokemon: “Mas também você queria o que? Brasileiro é uma bosta! Só faz vergonha!”

Cara!!! Que chato!

É tão bom saber que apesar de todas as lutas, sempre temos um sorriso a oferecer, um abraço quentinho e uma palavra amiga.

Eu posso assegurar que a vida pode ser mais suave, mais leve quando a gente é grata, eu sou tão grata porque a minha família não pode me dar muita coisa material, mas o que me ensinaram moralmente, não tem preço. Quando a gente é feliz com o pouco, se emociona com o muito que Deus nos dá, quando somos capazes de conquistar o que desejamos, mesmo que sejam desejos modestos, a vida tem sentido, a vida é bem vivida e não sobrevivida.

Eu não estou aqui para passar como uma folha em branco, eu quero ser um livro, um livrão, com conteúdo, se possível um best-seller e você?

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!