Asas de um anjo

em 10 de setembro de 2016



Foi bom demais te encontrar...

Esse sorriso de menino que não muda nunca, não importa quanto tempo passe... Esse jeito de olhar que diz “hey moça, vem aqui me dar um beijo” e eu fui.

Um abraço e que abraço, exatamente como eu lembrava, esse abraço que só você tem, quente, que faz a gente se sentir a pessoa mais amada do universo, o centro do mundo... E, as mãos no cabelo¿ Essa mesma urgência que eu sentia, estava lá e eu senti quando você beijou meu rosto e cheirou meu pescoço... O mundo poderia acabar nesse momento, poderia ao menos parar para eu me sentir por mais tempo protegida, blindada, nas asas de um anjo.

Conversar e sorrir com você é tão fácil, eu estava com saudade das suas implicâncias e de jogar guardanapos em você e errar, eu sempre erro, eu não ousaria acertar...

Ah, como é incrível como tem pessoas que fazem a gente se sentir em casa, onde nunca estivemos... Seguras e confortável comendo pizza sentada no chão, sem culpa...

Da próxima vez, chegue mais cedo...

Coloque mais vezes meu cabelo atrás da orelha...

Segure mais vezes meu olhar...

Fale da saudade baixinho ao meu lado, massageando minhas mãos, foi bom saber de sentimentos nunca divididos.

Fique um pouco mais, na verdade fique muito mais, foi tão pouco tempo, eu tinha tanto mais para dizer, tantos beijos para te dar, mas, obrigada por me permitir acordar sentindo seu cheiro e seu gosto.
Terei muitos sorrisos de cantinho, lembrando você contando os beijinhos cheirados até eu acordar...

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!