Resenha “Irresistível” – Sylvia Day

em 14 de abril de 2016


Genteeeeee, depois de ler Irresistível, acho que posso perdoar Sylvia Day! Hahahahaha...

Amoras eu tive tanta raiva de Sylvia com a trilogia que virou série de 05 livros do Crossfire, só que eu sou uma alma bondosa (nem tanto hahaha) e fui pesquisar a autora porque em parte eu me solidarizei com ela achando que Cross era responsabilidade demais... Ainda acho.

E, foi pensando assim que pensei que ela não seria uma autora tão “queridinha” dos leitores se fosse sucesso de uma obra só, que resolvi ler outro livro dela, comecei “Guardiões dos Sonhos”, mas a viagem era maluca demais para mim, mas como não sou de desistir fácil peguei outro e comecei e tive a felicidade de ler Irresistível. Vamos à resenha!

Nesse livro Sylvia toca num ponto muito peculiar e importante para mim, ela fala da agressão a qual as mulheres foram submetidas durante muitos anos e por mais triste que seja, continuam sendo até hoje. E, nós vamos lutar a vida toda para que isso seja cada vez menos e menos, mas é preciso coragem e suavidade para falar de um assunto tão assustador e tão dolorido como esse.

Irresistível é um romance histórico, o vocabulário também, tanto na versão gringa onde é usado mais dialeto, quanto na versão brasileira onde o vocabulário é clássico.

Jessica Sheffield é uma jovem da sociedade americana, cheia de vida, corajosa, mas, que vive sob as rédeas duras e curtas do pai, sujeitando-se a suas agressões e se expondo tantas vezes para poupar sua irmã mais nova Hester...

Jess foi criada para ser uma dama da sociedade e para casar, seu pai certamente faria um casamento acertado para ela e para sua irmã quando chegasse a hora e assim seria, sem contestar, sem importar os desejos de seu coração... “O mundo foi feito para os homens...” dizia ela a irmã questionadora.
Ainda que dentro de si soubesse como era difícil desviar os olhos de Alistair Caulfield, mas afinal era isso que uma dama deveria fazer..

Jess casou-se com Bento Reginald Sinclair e tornou-se a Viscondessa de Tarley, levando consigo as lembranças de uma noite do mal falado e rebelde Alistair Lucius Caulfield no jardim em uma cena indecorosa e inesquecível...  Ahhhh aquele olhar...

Hester anos depois casou-se com Regmont, um homem que possuía tanta riqueza quanto maldade. Fazendo da vida de Hester uma reprise do tormento que vivera com o pai, só que desta vez sem Jess para defendê-la.

Sete anos após seu casamento Jess se vê perdida com a morte de Bento, dependente do cunhado Michael (que mantem uma paixão silenciosa e avassaladora desde a infância por Hester), uma vez que não entende dos muitos negócios do marido. Mas enfim é hora de tomar pé de algumas coisas e decide viajar até a Jamaica onde Bento mantinha uma lucrativa fazenda de cana de açúcar, só que
Jess não contava que Michael confiaria sua segurança na viagem de navio a seu melhor amigo Alistair Caulfield.

Bom, daí por diante o desenrolar é romântico, quente, surpreendente e instigante.

Jess é uma mulher do tipo que a gente gosta, apesar do tempo que vive. Jess diria Gisele é “porreta”! E apesar de seus medos e pudores enfrenta todos e tudo pelo que acredita. E o amor por Alistair a fará uma mulher ainda mais forte, mas os empecilhos não serão poucos, assim como seus temores...

Alistair e Jess vão ter que aprender a superar suas deficiências, antigos traumas, mas acima de tudo confiar um no outro e tudo isso regado a muito amor... É uma trama envolvente. Paralelo a isso vivemos muita emoção com Hester , o amor a distancia de Michael e a maldade sem limites de Regmont .

Gente!!! Toda a constelação para esse romance de Sylvia, por cada detalhe, por tudo que abordou, pelos arremates perfeitos... Se puderem não deixem de ler! É daqueles livros que quando a gente acaba de ler a suspira:  “ah, quero mais...”

Eu poderia passar horas falando dele, mas prefiro que vocês leiam. Procurei não cometer spoiler, vocês podem até achar que contei muito, mas acreditem isso não é nadinha perto do que esse livro tem a oferecer.

Sylvia, esqueça as trilogias e nos presenteie mais com livros como este!?

Fico tão feliz quando leio um livro que vale a pena!

Até a próxima!

Déia Neves

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!