"A Duquesa"

em 19 de novembro de 2014




Oi gente!
Ontem à noite assisti a um filme de época (que eu adoro), “A Duquesa”, e apesar das críticas que eu havia lido na net, eu simplesmente amei. Sim é um drama. É um filme emocionante do ponto de vista emotivo, eu senti raiva, repulsa pelo marido de “G” (Georgiana), da mãe dela também...

Senti as dores daquela mulher que viu e viveu situações inadmissíveis no dia de hoje, e...

Bom olha vamos a resenha porque eu ainda estou no calor da emoção e queria dar um soco na cara daquele maldito Duque de Devonshire, e sabem o pior? É um filme baseado em fatos reais!

O filme A duquesa retrata a história da Duquesa de Devonshire, Georgiana Spencer. O filme é quase uma biografia sobre a vida de G., amada pelo público, traída pelo marido.

Gente ele é tão frio, tão malditamente frio, ele a traí descaradamente na cama dela, com as serviçais.

E G. aos 18 anos quando é informada pela mãe que vai se casar com o Duque, fica emocionada e diz: “Ele me ama?” E a mãe (raiva dela), diz: “Ama, com o tempo o amor acontece.” Mal sabia G. que a mãe havia prometido ao Duque que sua filha a daria um filho homem, pois era esse seu único interesse. Mas isso não acontece, ainda grávida da primeira filha, G. se vê obrigada a aceitar uma filha que o Duque teve com uma serviçal, pois a mãe morreu, e ela a amou e cuidou dela. Mas, a cobrança por um filho, homem era uma cobrança que atormentava seus dias.

A trama relata como a Duquesa obteve um papel na sociedade de sua época, diferente do papel da maioria das mulheres. Georgiana vive numa época anterior a Revolução Francesa, aonde o direito de voto para mulheres só viria 100 anos depois de sua existência, mas usa a sua influência nas rodas sociais para atuar na política, e como se prevê, é mal falada por seus comportamentos tão ‘modernos’ para a época em que vive. Dita como a Imperatriz da Moda, G. tem um casamento infeliz, mas é famosa e precisa agradar ao público que tanto lhe admira, por isso vive para que seus atos sejam agradáveis aos outros, e também por isso finge certas coisas para não haver mais escândalos relacionados á sua pessoa.

G. na verdade é uma mulher, com um casamento infeliz, (a atriz Keira Knightley, esta belíssima nesse papel, afinal parece que ela nasceu para esse tipo de filme) no final é uma simples mulher querendo ser amada, tentando ser responsável e amadurecendo com seus erros. E o maior deles foi achar que Lady Elisabeth era sua amiga e a levou para morar em sua casa, comovida pela violência que sofreu do marido e essa se deitou com seu marido, justificando-se que era a única chance de voltar a ver seus filhos. Não sei se é porque sou mulher, mas, eu senti em meu corpo as dores dessa traição. O olhar triste que Keira empregou as cenas... Em meio a todo esse sofrimento G. encontrou amor, carinho, respeito no romance proibido com Charles Gray, um promissor político da época, mas o Duque sabendo dos rumores, a tomou, violentou sua própria mulher e desse ato nojento nasceu seu filho tão esperado.

Enquanto o Duque Trazia os filhos de sua amante para morar na mesma casa onde G. mora com suas filhas, humilhação demais para uma mulher, G. se afugentava nos braços de Charlie, onde ela era realmente feliz, mas sua mãe e seu marido Duque a colocaram em xeque dizendo que se não se afastasse dele, sua carreira politica estaria acabada e ela jamais veria seus filhos novamente...

O final é cheio de dor, de emoções e de paixões que se leem no olhar... Mas, se serve um conselho, não façam como eu, que assisti antes de dormir e depois não conseguia dormir de raiva, frustração e chorando pelo amor perdido e pelo desprezo que nenhuma mulher merece viver...



O filme é lindo, o cenário magnifico... E, claro o trailer... Se você gosta de filme de época não perca. É tocante. Não cometi o pecado de contar o final, mas perdoem a minha indignação, mas, eu detestei esse marido ridículo dela, velho maldito! Acho que ando com as emoções muito afloradas hahahaha...
Esse filme está disponível no NetFlix. Espero que gostem.
Título original: The Duckess
Lançamento: 2008
Direção: Saul Dibb
Atores: Keira Knightley, Ralph Fiennes, Dominic Cooper, Charlotte Rampling.
Duração: 110 min.
Gênero: Drama.

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!