Se não me quer...

em 6 de julho de 2011



Se não me quer...
Porque vigia meus passos?
Porque me busca em cada frase, cada foto, cada jeitinho de sorrir?

Se não me quer...
Porque fica olhando outros olhos e só encontrando o meu?
Porque me busca no meio do expediente, vê e lê tudo?
Quando alguém sorri com covinhas, timidamente, quando desvia os olhos dos seus, porque são os meus que você vê?

Se não me quer, porque fica espiando feito uma criança com medo?
Conhece cada um dos meus cantos e vai a todos em busca do meu humor, em busca de saber como estão meus dias?

Se não me quer porque sabe mais da minha saúde que eu?

Se não me quer...
Porque cada vez que eu viajo o ciúme lhe consome...
Parece até que não sabe que minhas noites são só suas!
Um sentimento, meu coração.

Se não me quer...
Porque não vai dormir ao invés de fica controlando meu tempo na minha pagina?

Se não me quer, porque ainda me tem ai? Porque ainda é em mim que você pensa no seu mais intimo? Porque ainda me faz sua?

Se não me quer...
Porque ainda me reconhece? Porque ainda essa certeza que simplesmente me reconheceu ao invés de conhecer?

Se não me quer...
Porque ainda sente o meu cheiro? Cheiro que só você conhece...

Se não me quer...
Porque se incomoda que eu saiba tanto de você?

Se não me quer...
Porque se importa com o que faço pra você, porque pensa que não devia, porque?

Se você não me quer...

Porque insiste nessa tolice de: “siga sua vida”?
Deixe-me viver como quero, como desejo, deixe desejá-lo, afinal é meu direito!

Se não me quer...
Não me chame de menina, não desperte em mim os sentimentos mais intensos...

Se não me quer...
Não me olhe com desejo, não sorria nervoso quando estou ao seu lado.

Se não me quer...
Não se preocupe, não cuide de mim...

Se não quer admitir finja melhor, porque sinto seu olhar a cada passo... Sua urgência, seu desejo... Seja menos óbvio!

Mas, se me quer...
Continue me olhando quando não olho você, me sinta, me tateie como só seu olhar pode!
Não me resista e sorria, não disfarce quando lhe dizem que estou muito perto!
Não reclame quando te busco e te encontro, nesse nosso jeito de amar... Você de lá e eu de cá! É uma forma de ter você perto. Assim como cada vez que pinto a unha do pé de vermelho, só pensando o quanto você gosta, mesmo que não veja!

Só existe uma diferença na nossa distância... Eu de cá não nego meu amor, mas luto para que ele não me devore e, você me devora com intensidade mesmo me odiando por fazer parte dos seus momentos... De certa forma, é bom saber que ainda sou sua.

Mesmo... Se não me quer.

Déia Neves

0 comentários :

Postar um comentário

Deixe aqui seu comentário, é muito importante para nós!